Dicas de como Cuidar do seu Pet no Verão


O verão está chegando e não é só nós, tutores que sofremos com o calorzão. As altas temperaturas podem causar desconforto e sofrimento para nossos animaizinhos se não tomarmos cuidado. Algumas atitudes diárias e muito simples podem ajudar o seu pet a passar por esses dias de uma forma mais leve.


Diferente dos humanos, os animais não possuem glândulas sudoríparas (aqueles por onde eliminamos o suor, sabe?), por isso, precisam baixar a temperatura do corpo por outras formas.


Os cachorros, por exemplo, usam a língua para eliminar o calor. Já os gatos, suam através das patinhas. Pensando no bem-estar dos pets nos próximos meses, a Cãodeirante separou algumas dicas para você colocar em prática junto com o seu melhor amigo.


Vamos hidratar

Essa vale para os tutores também. Nos dias mais quentes, a transpiração aumenta também para os pets, nessa hora, uma água geladinha pode ser uma ótima saída. Tenha o cuidado de oferecer mais água ao seu amigo e experimente colocar pequenos cubos de gelo no bebedouro. Essa estratégia pode fazer com que ele consuma ainda mais água já que fica refrescante.


Nada de esperar no carro!

Deixar o pet sozinho no carro não é indicado para momento nenhum, muito menos no calor. Lá dentro a temperatura pode subir muito rápido, causando até mesmo uma insolação ao animal. Tenha sempre uma coleira próximo a você e leve seu amiguinho, mesmo que seja uma parada rápida.


Fique atento aos parasitas

Nesta época do ano, pulgas e carrapatos são ainda mais frequentes. Esses parasitas, muito além do desconforto ao animal, podem causar doenças séries e irreversíveis. Evite levar o seu pet em um ambiente com outros animais e fique sempre atento. Caso observe a presença desses bichos, consulte um veterinário e aplique imediatamente um remédio antipulgas.


Casa fresca e sono em dia

Durante os dias mais quentes, é comum os animais procurarem lugares mais frescos e ventilados para dormir. A dica é deixar os ambientes com piso frio e boa ventilação à disposição para eles. Além disso, quando sair de casa, nunca se esquece de deixar uma boa entrada de ventilação para o seu pet.


Cuidado com a insolação

Assim como em nós, o sol em excesso também pode causar insolação nos animais.

Observe se seu melhor amigo está com estes sintomas: exaustão, puxando a língua para fora constantemente, aparentemente tonto, vomitando ou caindo no chão. Nestes casos, aplique água fresca em sua cabeça, pescoço, tronco e leve-o ao veterinário assim que possível.


Não é hora de passear

Nossos animais não usam sapatos então é melhor cuidar! Nos dias de maiores temperaturas o calor se concentra no asfalto das ruas e pode queimar as patinhas dos animais. Nesta época, prefira caminhar com seu amigo nas primeiras horas do dia ou ao fim da tarde quando o calor é menor. Além de sempre preferir o caminho com sombra.


Use protetor solar

O protetor solar canino deve ser usado sempre que o animal se expor a um sol excessivo. Muitos ainda têm dúvida sobre o seu uso, mas a verdade é que ele é essencial para prevenir contra doenças como dermatite actínica ou câncer de pele. Opte por usar o protetor nas partes com mais exposição como focinho, orelhas, barriga e risca da coluna. Isso mesmo nos pets peludos, ok?


E claro, cuide sempre do seu pet até mesmo nas férias. Nunca se esqueça que seu amiguinho depende de você em todas as estações do ano.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Giovanna Perdomo de Castro Paulo

Todos os direitos reservados

  • Branco Facebook Ícone
  • White Instagram Icon
  • Branca ícone do YouTube

Instituto Cãodeirante

Política de Privacidade

ocaodeirante@gmail.com

São Paulo/SP

410199-PD8Q59-641.png