Escovar os dentes: saiba a importância da remoção de tártaro


Assim como os passeios diários, carinho, banho e alimentação, os cuidados com a saúde bucal do seu pet também devem ser frequentes. Muitas pessoas ainda se surpreendem quando falamos em escovar os dentes do pet, mas a verdade é que, assim como nós, a falta de higiene bucal pode gerar inúmeros problemas. Muito além do mau hálito, o acúmulo de tártaro pode prejudicar a qualidade de vida do seu melhor amigo.


A escovação frequente nos dentes do animal atua na prevenção do que chamamos de doenças periodontais; como gengivite (inflamação na gengiva) e periodontite (perda de tecido ósseo). O avanço dessas inflamações resulta em problemas como a retração da gengiva e dor constante ao animal. Podendo chegar à perda dos dentes, prejudicando a função mastigatória.


Outra forma de prevenir o avanço do problema é a cirurgia de limpeza de tártaro. Apesar do nome, o processo é algo simples e minimamente invasivo, que pode envolver a sedação e anestesia do animal em alguns casos. A cirurgia se resume na remoção da placa bacteriana com um aparelho chamado ultrassom odontológico, um processo muito semelhante aos humanos. Geralmente é recomentada uma vez ao ano, variando de acordo com as condições de saúde de cada animal.


Na grande maioria dos casos o acúmulo de tártaro pode causar sintomas que devem servir de alerta para os tutores: dentes muito amarelados ou escuros, mau hálito, gengiva vermelha e com sinais de inflamação, perda de apetite, dificuldades na hora de comer e toques frequentes no focinho. Quanto maior a recorrência desses sinais, pior pode ser o quadro do animal. A recomendação é manter a escovação ao menos 3 vezes por semana e acompanhamento periódico com o veterinário.


O tártaro, quando não tratado, pode chegar aos vasos sanguíneos, levando as bactérias aos outros órgãos do cão, virando um problema sistêmico que pode levar o cão à morte. Entre as principais patologias graves causadas pela falta de higiene bucal então: artrite, endocardite, bronquite, hepatite e fibrose múltipla.


6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo