top of page

Hemofilia em Animais: Conhecendo, Diagnosticando e Tratando


O que é Hemofilia: A Hemofilia é uma doença congênita e hereditária que afeta a cascata de coagulação, levando a episódios hemorrágicos após pequenos traumas ou espontaneamente, sem estímulos externos. Embora seja mais comum em cães machos e jovens, pode ocorrer em cães e gatos, tanto machos quanto fêmeas. Não é contagiosa e não é transmitida para humanos.


Tipos de Hemofilia: Existem dois principais tipos de Hemofilia:

  1. Hemofilia A: Também conhecida como Hemofilia Clássica, resulta em uma deficiência na função ou produção do Fator VIII.

  2. Hemofilia B: Também chamada de Doença de Christmas, resulta em uma deficiência na função ou uma falta absoluta do Fator IX, podendo causar desordens hemorrágicas severas. Ambas ocorrem no processo de Hemostasia Secundária, reforçando o tampão plaquetário formado na Hemostasia Primária.

Principais Manifestações Clínicas: Os sintomas da Hemofilia incluem sangramentos no cordão umbilical, hematomas subcutâneos, sangramentos gengivais excessivos durante a troca dos dentes, sangramento intenso em procedimentos cirúrgicos ou traumas, hemartrose (sangramento nas articulações), claudicação intermitente, sangramento nasal e sangramentos no trato urogenital e/ou gastrointestinal.


Diagnóstico: O diagnóstico envolve exame clínico pelo veterinário, histórico do animal e exames específicos como Teste de Tempo de Coagulação, dosagem de fatores de coagulação, hemograma, entre outros.


Tratamento: Ao contrário da hemofilia em humanos, o tratamento para animais, tanto para Hemofilia A quanto para B, é baseado em transfusões sanguíneas com sangue total ou plasma sanguíneo.


Prevenção: Como a Hemofilia é hereditária e congênita, a única prevenção possível é retirar da reprodução animais positivos para a doença.


*Congênita refere-se à aquisição da doença durante a vida intra-uterina e pode ser identificada durante a gravidez, no nascimento ou posteriormente.


Nota: estudos estão sendo desenvolvidos para o uso de terapias alternativas, assim como foi optado no caso do Vitório.


Fontes:

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page