5 cuidados com a cadeira de rodas do seu pet especial


Podemos dizer que a cadeirinha é o sonho de todo pet especial. Além de auxiliar na locomoção ela também oferece conforto e saúde para o bichinho. Por isso, é essencial entender o seu funcionamento e modo de usar, para que não seja algo que prejudique a evolução do animal paraplégico.


Além de ser feita sob medida e adaptada para cada animal, a cadeirinha também exige cuidados, manutenção e claro, atenção ao seu tempo de vida útil. Para entender melhor como esses pontos funcionam, o Renato Xis, proprietário da Pineal3D, selecionou os 5 principais cuidados com a cadeirinha de rodas do seu pet.


1. Evite deixar a cadeira exposta

Alguns tutores costumam deixar a cadeira de rodas do pet em locais úmidos ou que recebem incidência solar abundante. Isso prejudica a vida útil desses equipamentos. Guarde a cadeirinha em locais arejados e protegidos da ação do tempo.


2. Tenha cuidados extras com a manutenção

A manutenção das cadeiras de rodas é outro fator essencial para que elas possam ser utilizadas da melhor maneira possível. É importante deixá-las sempre limpas, livre de poeiras e outras substâncias como o próprio pelo dos pets, que podem penetrar nas rodas e reduzir a qualidade desses equipamentos.


A limpeza deve ser realizada com um pano úmido e álcool — esses aparatos não devem ser lavados frequentemente. Além disso, os rolamentos e eixos devem ser lubrificados de acordo com a recomendação do fabricante para que funcionem perfeitamente.


3. Leve as ferramentas com você

Mesmo que você cuide perfeitamente da cadeira de rodas do seu pet especial, ela poderá apresentar pequenos defeitos devido ao uso. E o que fazer nesse momento? Se for um pequeno problema, como uma folga nos parafusos e porcas ou um ajuste na estrutura, ele poderá ser resolvido com o uso de algumas ferramentas.


Por isso, não deixe de levar o kit ferramentas em todos os locais. Assim, quando for necessário qualquer ajuste, ele poderá ser feito na mesma hora, sem prejudicar o pet especial e impedir que ele se desloque.


4. Perceba os problemas da cadeira de rodas

O tutor é a pessoa que mais conhece a cadeirinha do seu pet, não é mesmo? Por isso, o tutor de pets especiais deve sempre estar atento a todos os detalhes, como barulhos, folgas na roda ou até mesmo alterações na estrutura.


Se algo soar estranho, não hesite em procurar a origem do problema. Além de prolongar o tempo de vida útil da sua cadeira, você evitará estragos maiores.


5. Não abuse da cadeira

Apesar das cadeiras de rodas serem adaptadas aos diversos tipos de solo, é preciso ter cuidado ao usá-las em alguns locais. Em lugares com areia, por exemplo, é preciso ter mais cautela, pois as partículas podem entrar nas engrenagens e danificar a cadeira. Além disso, solos argilosos ou barrentos devem ser evitados, pois a cadeira pode atolar.


Percebeu como alguns cuidados são importantes para conservar a cadeira de rodas de seu pet especial?

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Giovanna Perdomo de Castro Paulo

Todos os direitos reservados

  • Branco Facebook Ícone
  • White Instagram Icon
  • Branca ícone do YouTube

Instituto Cãodeirante

Política de Privacidade

ocaodeirante@gmail.com

São Paulo/SP

410199-PD8Q59-641.png