Enriquecimento ambiental: o que é e quais as vantagens


Você já ouviu falar em enriquecimento ambiental? A técnica usada pela grande maioria dos adestradores é considerada uma ótima e divertida saída para os animais mais agitados que precisam gastar energia. Segundo a adestradora Viviane Miranda, parceira do nosso projeto, “é a criação de um ambiente mais completo e interativo, promovendo desafios e novidades que simulam situações que ocorreriam na natureza, oferecendo alternativa de escolha ao animal. Isto permite a expressão de comportamentos específicos de cada espécies.”


Quando aplicamos o enriquecimento ambiental, possibilitamos que o animal aflore seus instintos e desenvolva a interatividade e a inteligência. Precisamos entender que os cães são animais sociáveis e necessitam de contato com outros animais, mas nem sempre isso é possível. O enriquecimento ambiental é a saída para este dilema. Além de ser uma maneira divertida de garantir que ele se sinta feliz e saudável.


Mas quais as vantagens da aplicação dessa técnica? Segundo Viviane, os benefícios são inúmeros:

  1. Gasto de energia física e mental;

  2. Oportunidade de expressar comportamentos naturais;

  3. Diminuição da velocidade de ingestão dos alimentos, o que pode prevenir: Entrada de ar em demasia, que provoca arrotos e gases em excesso; Má digestão e perda de peso provocada pela má absorção dos alimentos; Não saciedade (como o animal não absorve direito os alimentos, pode continuar com fome mesmo após a refeição); Coprofagia que pode estar ligada, também, à má absorção e falta de saciedade; Dilatação e torção gástrica.

  4. Aumenta o tempo de ocupação do cão;

  5. Diminui a ansiedade;

  6. Aumenta a autoestima;

  7. Ensina a lidar com frustração;

  8. Aumenta a capacidade de improviso;

  9. Aumenta a capacidade cognitiva do cão.


Cada espécie de cão requer um certo nível de exercícios exigindo estimulação física e mental. É muito mais provável que um cão entediado ou frustrado sofra de comportamentos problemáticos. Pensando nisso, a adestradora Vivi Miranda separou alguns tipos de enriquecimento para compreendermos melhor o tema. São eles:

  • Alimentar: oportunidade de procurar e caçar alimentos de diferentes maneiras, evitando a previsibilidade na hora da alimentação;

  • Sensorial: oferecer recursos e situações que ative os 5 sentidos dos cães (sonoro, olfativo, visual, tátil e gustativo);

  • Físico: correr, jogar bolinha, cabo de guerra, pisar na areia, pular obstáculos;

  • Cognitivo: treino e desafios;

  • Social: interação com outros indivíduos da mesma ou de outra espécie.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
410199-PD8Q59-641.png